Sobre o “MILAGRE NA CELA 7”

Um roteiro sensível, bem dirigido e de atuações fortes. Apresenta uma trama cativante que segura a atenção todo o tempo. Uma regravação de um filme sul coreano com o mesmo nome que conta a história de um pai com problemas mentais, e que nem por isso deixa de ter os sentimentos nobres nesse papel. Super recomendo a película turca de 2019. Surpreendente e triste.

Milagre na Cela 7

Neste momento de grande fragilidade, da crise mundial da saúde (covid-19), o cinema nos ajuda a refletir sobre o cultivo de sentimentos e ações de grande estatura, especialmente diante de situações difíceis. Gostei tanto do olhar humano e delicado do crítico no site omelete que transcrevo o trecho aqui:

“Quando pensamos em um milagre, é comum envolvermos o ar sobrenatural, quase divino, que envolve a expressão. Milagres são quase sinônimos do impossível e muitas vezes consideramos um ato do além para justificá-los quando acontecem. O maior feito de Milagre na Cela 7 … é captar toda a sensibilidade que envolve um raro ato de bondade vindo de onde menos esperamos – o que por si só, para muitos, já configura um milagre.”

https://www.omelete.com.br/netflix/criticas/milagre-na-cela-7-netflix-critica)

Os homens reais podem fazer milagres todos os dias. De todo tamanho e forma. De um pão a um abraço. Basta ver e querer.

Darlene Dutra

#quarentena #quarantine #bondade #desenvolvimentohumano #convivência #justiça #perdão #cinema #darlenedutra #liderança #decisão #liberdade #paternidade #amor #saúdemental #doençamental #milagre #milagredadacela7 #emoção #milagresdiários #generosidade #pandemia #covid-19 #colaboração #cooperação #sensibilidade #amor #afeto #cinema #filmes

SURTO

Tem dias que nem ele próprio se aguenta e parece que algo sacou-lhe o eixo central do corpo. Cambaleia. Uma ausência de si mesmo, um lapso, talvez. Registra sinais rasos de certa impaciência ou uma ligeira e persistente irritação. A mente procura em tudo que é canto, atividade ou conteúdo uma forma de sair dessa combustão.

Image by Harpreet Batish from Pixabay

Algumas distrações tentam ludibriar o olhar aproveitando um filamento ainda vivo de interesse. Vários recursos saltam da cartola: meditação, música, estudos, leituras e filmes; todos companheiros pertinentes.

aEle sente a bola na boca do estômago. Ela grita. Seja lá o que for que estiver atravessado ali está fazendo questão de bem manter-se acordada. Aliás, por falar em acordado a noite dele não foi lá essas coisas. Sono entrecortado. Ele pensa que talvez possa ser isso. Sua mente vagueia escarafunchando razões para essa visita indesejada. Uma coisa meio fora de ordem.

Mas quem é que manda em quem?

Uma frase de Karen Vogel lhe vem à tona: “Quando a gente busca a paz, isso tira a paz.” e nessa conversa veio a Ana dizendo que brigamos o tempo todo com a gente mesmo por não querer sentir certas coisas. É fato que evita-se sentir o que provoca o nó na garganta.

Há mais de quinze dias em quarentena e suas saídas de casa só ocorrem para questões essenciais como mercado e farmácia. Seu corpo anseia por movimentos e os poucos exercícios físicos não parecem suficientes para destampar o barril. Algo ofusca-lhe o raciocínio…. O homem é um ser social. Isolamento parece vir na contramão da sua natureza.

Angústia ou quarentena? Qual dos dois vem primeiro?? rs..

Mas por que é que em dias como esse a solução passa longe de tudo que é alternativa normal? Muita calma nessa hora! (rs) É ela que vai colocar todas as coisas no lugar. Mentes turbulentas não pensam direito… só executam, impostam na vida.

Para. Senta. Tenta o silêncio.
Se acolhe. Só seja. E sente.
Escreve.
E alí no processo de dar a forma de palavras ao pensamento começa nascer a clareza e a mente inicia sua viagem de volta ao corpo.

Pois é.

(Crônicas de Darlene Dutra)

#crônicas #quarentena #isolamentosocial #covid-19 #humanidades #vidaquesegue #humanbeing #quarentine #anguish #writer #humanities #humandevelopment #overcoming #achievements #conquistas #superações #desenvolvimentohumano #selfcare #autocuidado

Lua estrela

Bastou a roupa chegar da lavanderia pra eu me lembrar da minha afilhada. E não foi porque ela hoje tem lavanderia. Recordei dos muitos anos morando juntas, dividindo tantas vivências, conquistas, dificuldades, dias bons e os outros nem tanto. Muitos socorros recíprocos… Ela presenciou muitas de minhas lutas e eu, as dela. Nos dias mais duros não precisava nem conversar. O silêncio de saber que ela estava lá já bastava. Outras vezes era tanto riso, daqueles de doer a barriga e de chorar. Motivos tínhamos aos montes, dos mais elevados aos mais tolos… AHHH que o digam as “lagartixas”.

Hoje ao bater os olhos na toalha de banho “de céu” que ela usava – cheia de estrelas e lua – foi o suficiente pra despertar imagens de tudo que jeito, dos bilhetes afetuosos e de tudo que fez a gente aprender tanto juntas. Talvez eu precisasse de mais uns anos dessa convivência pra aprender as matérias das aulas que eu faltei. Enfim.. a vida é uma eterna escola.

Minha estrela cresceu, formou, se casou e tornou-se mãe. Parece que foi ontem de tão rápido. Assumiu mais e mais responsabilidades. Agora é ela que tem desfrutado dos mesmos privilégios que eu ao conviver com seus afilhados bem de pertinho. Aproveite, porque depois eles crescem e se vão.. (rs) Amo vc!

Medida de competência

“A medida final de um homem não é onde ele fica nos momentos de conforto e conveniência, mas onde fica em fases de desafio e controvérsia. “

MARTIN LUTHER KING JR.

Martin Luther King: quem foi, biografia e discurso - Toda Matéria

#martinlutherking #competência #competence #humandevelopment #desenvolvimentohumano #leadership #liderança #direçãoestratégica #desafios #serhumano #crise #medidadecompetência #habilidades #caos

Curar

E as pessoas ficaram em casa
E leram livros e ouviram
E descansaram e se exercitaram
E fizeram arte e brincaram
E aprenderam novas maneiras de ser
E pararam
E ouviram fundo
Alguém meditou
Alguém orou
Alguém dançou
Alguém conheceu sua sombra
E as pessoas começaram a pensar de forma diferente
E pessoas se curaram
E na ausência de pessoas que viviam de maneiras ignorantes,
Perigosas, sem sentido e sem coração,
Até a Terra começou a se curar
E quando o perigo terminou
E as pessoas se encontraram
Lamentaram pelas pessoas mortas
E fizeram novas escolhas
E sonharam com novas visões
E criaram novos modos de vida
E curaram a Terra completamente.

Um poema de Kathleen O’Meara (1839-1888)

POEMA ESCRITO EM 1869

Mais fortes, mais doces, mais humanos.

Sonhe com o que você quiser.
Vá para onde você queira ir.
Seja o que você quer ser, porque você possui apenas uma vida
e nela só temos uma chance de fazer aquilo que queremos.
Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.

Clarice Lispector

Emirates – Dubai (fev-2020)

#euestiveaqui #groundingaroundtheworld #humanidadespelomundo #grounding #desenvolvimentohumano #humanidades #darlenedutra #multiculturalidade #conhecimento #knowledge #vulnerability #vulnerable #humanrisks #decisionmaps #empreendedorismo #visãodefuturo #strategieview #humandevelopment #humanbeing #liderança #leadership #covid-19 #coronavirus #isolamentosocial #quarentena