As mulheres…

as mulheres da minha família
adornam os ossos pesados
com tecidos finos

e cores plácidas
desde minha avó
elas dançam sutis nos coquetéis
e firmes nas noites de insônia
sem perder os brios
mesmo à luz da fivela do cinto
de homens e progenitores
mesmo quando são avisadas
em seu baile de formatura
que seus namorados engravidaram
as formandas loiras

nós, muito morenas.

Mariana Marino

Um luxo da
Poesia contemporânea brasileira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.