10kg pra viver – grounding #4

Me afirmaram ser possível viver somente com uma mala de 10kg por um tempo. Ao primeiro impacto a mente desacredita na ideia. Percorrer lugares tão diferentes com estilos próprios e climas diversos carece de um repertório um pouco mais pesado, pensei. rs Me avaliei com uma mentalidade bem tradicional.

Me lancei nesses exercícios. Olhei para o armário e defini poucas peças. As que coubessem numa mala de mão. Deveriam ser úteis para qualquer tipo de situação e por tempo indeterminado. Genéricas. Eu diria tratar-se de uma tarefa difícil para a maioria das mulheres. A gente gosta de combinar peças, ter um “range” de opções – de um hotel cinco estrelas a um hostel. (rs)

Mas acabou que esse movimento se tornou uma boa provocação. Me fez “elaborar” e “processar” um pouco mais. Afinal, sobre do quê mesmo estamos falando? Roupas, calçados? Não seria interessante acrescentar estruturas, comportamentos, hábitos e pensamentos? Do que precisamos pra viver? No fim, o que realmente importa?

Conectei o assunto com um dos meus objetivos para esse ano, o de viver com mais leveza, apreciando o caminho. Encontrar a beleza no próprio ritmo. Isso é sobre fazer escolhas. É sobre carregar apenas o necessário, o que tem valor. Pensamentos e relações tóxicas podem ficar de fora dessa viagem.

A maturidade, parece nos deixar mais livres para esses experimentos. Não posso afirmar que seja fruto dela, nem que seja uma regra geral (não tenho informações adequadas para isso), mas me parece que ao alcançarmos certa altura na vida, ficamos menos suscetíveis aos julgamentos externos. Menos vaidosos até. Em vários sentidos. Com uma “hierarquia de valores” mais apurada, nos incomodamos cada vez menos com o que os outros vão dizer e conhecemos mais sobre o que é, de fato, significante pra nós.

Lembrei da frase de Leonardo da Vinci, exposta recentemente numa amostra em São Paulo, ” a simplicidade é o último grau de sofisticação “.

Eureka!

Enriquecer a vida pressupõe criar diferentes experiências. É preciso dar espaço para que isso aconteça. Na mala. Na mente. No coração.

Aposta feita: 10kg.

“A Parceira”

#euestiveaqui #groundingaroundtheworld #humanidadespelomundo #grounding #desenvolvimentohumano #humanidades #darlenedutra #multiculturalidade #conhecimento #knowledge #vulnerability #vulnerable #humanrisks #decisionmaps #empreendedorismo #visãodefuturo #strategieview #humandevelopment #leadership

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.