Lição de empreender – grounding #3

Enquanto sentia o vento fresco roçando a pele do rosto meus olhos corriam a paisagem inteira. Não queria perder nada de vista. Sensações como esta só são possíveis ao vivo e a cores. Conhecer lugares por leituras, fotos e vídeos é bem legal, mas viver e sentir a atmosfera “in loco” é outra história.

Eu tinha informações sobre os Emirados Árabes, em especial de Dubai, e pela primeira vez viajei para essas bandas. Um lugar, eu diria “estético” , exuberante e estruturado. E o mais impressionante, construído em pouco tempo (pelo porte) do nada. Ali estão os maiores prédios do mundo e ilhas artificiais. Estas primeiras impressões e isso já me fez lembrar da frase:

Resultado de imagem para impossivel foi la e vez
Google.com

Pensar que poucas décadas atras era um deserto. O governo, em regime de monarquia, liderado por um rei visionário, tem transformado o lugar de forma significativa e rápida nos últimos 20 anos. Movimenta vários ecossistemas: tecnologia, negócios, turismo e óleo – que já não é mais representativo na economia como no início. Me chama a atenção a capacidade de ação, além da força e autonomia do poder, gerando resultados.

Não precisei caminhar muito para perceber que as obras não pararam. São várias novas construções e empreendimentos imobiliários em andamento. Imponentes.

Boa parte das pessoas com as quais tive contato foram corteses e amáveis. Ao olhar as fisionomias, o que faço com muita frequência quando ando pelas ruas, percebo a diversidade cultural e os sinais presentes de muitas outras nações. Afinal, um lugar de poucas décadas tem poucos nativos. Pelo menos por enquanto.

Essa passagem por aqui me fez revisitar o curso 4TOUCH – Jornada da realização – que desenvolvi há mais de dois anos atrás. Um dos meus principais propósitos era ajudar as pessoas a ampliarem sua capacidade em empreender, viabiliar a realização de seus projetos e estarem mais preparadas para alcançar seus sonhos. Ao ver Dubai reitero com alegria meus objetivos originais: desenvolver pessoas para realização. !!! É possível sempre.

Aproveito e elenco aqui alguns dos elementos que me ocorreram ao analisar a história desse lugar e sua notória capacidade de empreender:

  1. Não basta ter dinheiro, é preciso vontade política para realizar
  2. Há que se ter visão de futuro (olhar estratégico) e de “longo prazo”
  3. Requer abertura, “mindset” para inovações e para “o mundo”
  4. Conhecimento e planejamento são fundamentais
  5. E uma dose cavalar de capacidade executiva (incluindo times diversos).

Tem tanto deserto por ai, dentro e fora da gente pra construir !!!

Fico por aqui hoje, tenho muito mais a ver..

Saudações árabes,

Da⠀

#euestiveaqui #groundingaroundtheworld #humanidadespelomundo #grounding #desenvolvimentohumano #humanidades #darlenedutra #multiculturalidade #conhecimento #knowledge #vulnerability #vulnerable #humanrisks #decisionmaps #empreendedorismo #visãodefuturo #strategieview #humandevelopment #leadership

P.S – Wikipedia
Dubai (em árabe: دبيّ, Dubayy) é a maior cidade e emirado de mesmo nome dos Emirados Árabes Unidos (uma federação de monarquias absolutas hereditárias árabes).[1] O Emirado de Dubai está localizado na costa do Golfo Pérsico, sendo um dos sete emirados que compõem o país. Dubai é o emirado mais populoso entre os sete emirados, com aproximadamente 2 262 000 habitantes. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.