O seu “poder” pessoal. #08CC

O ser humano nasce equipado com os mecanismos (cérebro) necessários para criar a própria realidade.  Ainda assim,  muitos não se apropriam devidamente desse “poder”,  dessa prerrogativa.

Consumidos por atrativos diversos,  e por vezes, dependentes de outros,  os seres abdicam de assumir a função de criarem-se,  de construírem a sua própria realidade. Apenas deixam acontecer.

A palavra  “poder”  pode ser interpretada de forma negativa, dado à sua má utilização por determinados tipos psicológicos.  Entretanto, o que trago aqui  é o poder, como uma importante força e condição, intrínseca a todo ser humano.  Energia que o torna capaz de mover-se em busca dos seus objetivos e projetos.    Segundo o dicionário, PODER vem do latim – possum, que significa “ser capaz de”.

Nessa série de posts, inspirada pelo livro Supercérebro,  fica evidente a possibilidade de exercitar o cérebro para ampliar as próprias  perspectivas e consequentemente, a vida.

idea-1876659_640

Vale trazer o trecho de Sater, que pra mim, reforça bem:

Cada um de nós compõe a sua história
Cada ser em si
Carrega o dom de ser capaz
E ser feliz.

Almir Sater

A busca por fortalecer o que cada um tem, no seu interior,  no seu íntimo verdadeiro, pode ser o início de uma trajetória mais autêntica  e também,  ser a abertura de novas portas  para a realização humana.

Como fazer isso?

Comece um diálogo interno.

Que tal começar por revistar suas atividades diárias,  escolher aquelas mais profundas e de maior valor?

Pensar em tantos desejos relevantes abandonados pelo caminho e que, talvez,  seja oportuno recuperar?

Que tal realizar escolhas novas, que lhe desafiem  a favor de sua visão pessoal  de longo prazo?

E considere  preparar-se para as incertezas,  para as dificuldades que surgirão.

Pensar sobre o seu ideal de satisfação na vida.  O que lhe causa sensações positivas e de bem estar?  Pensar sobre o que move você? O que lhe tira da cama cheio de entusiasmo?

Aqui vai uma provocação.  Que tal viver um ciclo de reinvenção? Em tempos de “startups”,   por que não viver um auto start (self startup),  a partir de uma  inovação disruptiva?  (rs).

Pode parecer radical, entretanto,  o porte de uma  transformação será sempre individual. Suas repercussões na vida,  independente do que sejam,  são, absolutamente particulares de cada um.

Ao estabelecer sua visão e projetos de criação, mantenha convicto o seu propósito. Para não esmorecer, para não perder a força diante das adversidades.

“Escolher crescer significa enfrentar o desconhecido.

Chopra

Desfrute do poder que tem.

Bj

Darlene

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s