Ser inteiro e não pela metade!

Inquietação!  Penso que é bem isso que me ocorre quando observo e questiono o porquê de tantas pessoas optarem por  serem  “meias”…  se posicionarem no “underground” (subterrâneo) das situações,  permanecerem no status “mais ou menos”,  escolherem  a postura tipo  “é mais ou menos isso…”.

Exemplifico com  algumas frases comuns para esse estado ou maneira de ser:

Bem, acho que  não vi direito…
Quero,  mas não sei bem…  to analisando…
Estou ainda entendendo…
Vamos levando… assim mesmo…
“Vamos deixar do jeito que está,  pra ver como é que fica…”

Olha que é muita gente que conheço e que definitivamente não quer enfrentar posições, assumir papéis e responsabilidades,  viver de forma, eu diria, “clara” e transparente.   

É cômodo e muito mais fácil manter-se  à espreita,    no “submundo”  não declarado de experiências,  de relações,  de circunstâncias.   Nesse estado,  as pessoas dão menos satisfações,  não precisam expor tanto suas opiniões, tampouco  produzir argumentos ou mesmo pensar.  “Estar, permanecer, ficar” em cima do muro, sob determinada ótica, pode ser confortável para quem prefere não se expor e assim pode empilhar seus vários nós na vida.  Também não precisa ser autêntico, pra que né?

Essa posição tira o ser da foto,  por vezes o impede de compartilhar experiências interessantes e cheias das sutilezas de quem, literalmente,  mergulha.   Pode  não compartilhar as alegrias de um iniciador,  ficar restrito para expressar sentimentos verdadeiros de forma honesta e abertamente…  Vai ficando tudo no limbo,  no meio do caminho, se  perde oportunidades de viver intensa e plenamente.

Quando se  escolhe  ser  meio…    ser metade…  ser um pedaço ..   falta entusiasmo,   falta encantamento …  falta inteireza  e  o fluxo de vida é outro.  Aonde foi parar  aquela vitalidade que  enche e abunda a vida de boas coisas?

Gosto de conviver com gente com coragem, com profundidade.  Como disse um escritor que conheci recentemente (autor de “A professora encantadora” e  “De filho para pai”,   tá faltando “fundura”  pra criar uma vida autêntica,  bem gorda de coisas boas e reais.

As pessoas que se entregam por inteiro às iniciativas,  às relações,  às circunstâncias são instigantes,  fabulosas até,  independente dos resultados  das suas empreitadas  (vitórias e fracassos são importantes), por terem  “ousado”,   por terem assumido riscos,  por terem se permitido mergulhar,  terem feito o investimento emocional necessário,   terem confrontado seus medos e amordaçado suas ansiedades.

A gente só faz gol… se estiver em campo, no jogo, jogando.  A arquibancada não dá essa chance.

“A gente só cria com entrega, com rendição, com fundura mesmo, quando perde o medo de errar.”   Márcio Vassallo

E assim a gente vai aprendendo…   que tudo tem jeito.. ah tem!!

Tenho um curso digital,  o 4TOUCH – a jornada da realização e meu objetivo  é ajudar as pessoas a se destravarem e a se posicionarem melhor diante das oportunidades, construindo seu plano pessoal.  Vamos abrir uma nova turma em breve e se quiser receber mais informações,  assine minha lista VIP.  Clique aqui.

Abraços inteiros,

Até sempre,
Darlene

 

Música “Celebrar”

Celebrar!
Como se amanhã o mundo fosse acabar
Tanta coisa boa a vida tem pra te dar
O pensamento leve faz a gente mudar

Se acostume com a felicidade
Seja inteiro e não pela metade

,,,,

Um comentário em “Ser inteiro e não pela metade!

  1. Adorei o texto! É isso mesmo. Pra viver de verdade, a gente não pode ter medo de mergulhar… de se mostrar, e de agir! Ótima mensagem pra encher a gente de coragem de enfrentar a vida de frente! E bora entrar no jogo e fazer muitos gols!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s