Conversas difíceis …?

Por que,  em geral,  as pessoas têm uma resistência ou aversão pelas situações complicadas?

As conversas difíceis são, para muitos,  uma “tormenta”  sob o ponto de vista emocional  e mental.  Ter a habilidade para lidar com essas circunstâncias é crucial para manter as relações saudáveis e também para obtenção de  resultados nas empreitadas diversas da vida.

Que conversas difíceis são essas?

a) terminar um casamento,  um relacionamento de muitos anos;
b) demitir um profissional que é seu amigo;
c) falar de sentimentos ( sinal de fraqueza para alguns) você nunca disse um “eu te amo” a alguém;
d) explicar algo para seu chefe que não tem muito interesse em lhe ouvir, porém é necessário;
e) apresentar um resultado negativo ao conselho de administração onde trabalha;
f) orientar um filho que parece mais um “porco-espinho” e não lhe permite aproximação;
g) cobrar  um dinheiro que você emprestou há muito tempo, de um grande amigo;
h) dizer a um grande amigo que não poderá lhe pagar o que deve porque está passando por uma fase difícil financeiramente;
h) discutir situações de heranças na família e há conflitos de partilhas em jogo;
i) dar um feedback para um funcionário que está indo bem mal,  mas é uma boa pessoa;
j) resolver uma questão no trabalho que te deixou tremendamente aborrecido e tem lhe tirado o sono  a noite;
l) discordar do outro, de uma forma geral;
m) para alguns,  pedir um desconto numa negociação ou compra…

Reside  aí  a origem de muitos desentendimentos!

Desentendimentos desconectam pessoas… E a VIDA (em tudo) precisa de conexões…

Atualmente  “conversa-se”  muito menos  que o realmente necessário.   A pressa e a correria do dia-a-dia têm contribuído para tornar as pessoas mais silábicas, menos ouvintes, menos relacionais.  Pareceu que “saiu de moda” conversar com os outros.  “Virou moda” correr,  não ter tempo.

Uma boa parcela de relações ocorrem com extrema superficialidade, pouca reciprocidade  e colaboração. Eu penso que se não há o exercício e  a prática das conversas “de verdade”(necessárias que são) debilita-se o mecanismo, enfraquecendo a capacidade em realizá-la!!     Sendo bem simples:  enferruja-se.

Perde-se:
Habilidade de se relacionar …
Habilidade de se conectar …
Habilidade de negociar…
Habilidade de se posicionar contrariamente …

Fazendo uma analogia com exercícios físicos.  Quando se interrompe muito tempo a jornada de exercícios, o corpo sente. Ao  retornar aos treinos é natural que seja necessário um novo percurso para o condicionamento, um tempo para que se restabeleça a performance física anterior.  Dessa mesma forma com as conversas,  o diálogo. Perde-se o costume,  o hábito!

“Diálogo é a principal ferramenta para construir relações sustentáveis dentro do local de trabalho.”

Mingua a disposição  para desfrutar do intercâmbio,  da interação mais aprofundada, de tocar e se deixar tocar pelas palavras e conhecimentos (touch).  Não há espaço na agenda!  Um dia, quando sobrar  um pouquinho mais de tempo.. quem sabe…   quando …. (?!?!?!)

Então,

Quer revitalizar essa sua competência em conectar pessoas?
Quer saber como começar uma dessas conversas??
Qual a melhor estratégia para esses momentos?

Me siga por aqui…

Dia 29.03 vou fazer um encontro online sobre “Os SEGREDOS da REALIZAÇÃO PESSOAL”
Participe comigo –  basta clicar no link –  Clique para garantir sua vaga!

ate sempre

Darlene

2 comentários em “Conversas difíceis …?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s