pode virar “peteco” (feedback)

 

Mais elemento base das relações pessoais e profissionais…

ENTENDIMENTO

Nas interações entre as pessoas é muito comum e também profícuo  que hajam interpretações diferentes sobre determinado tema. Afinal as pessoas tem histórias, conhecimentos,  experiências e  repertórios distintos.  Isso é o grande!

Quando falamos dos processos de crescimento e feedback,  é importante cuidar do entendimento  do que está sendo dito. Uma dica nesse sentido é tentar  manter o foco no ocorrido, na circunstância que originou o posicionamento para  obter maior clareza possível da situação.

Enorme exercício, diga-se de passagem,  principalmente se você não gostou ou discorda do que ouviu...

Observe-se internamente. Sua memória pode começar a trazer à tona histórias, justificativas e argumentos de toda ordem para contrapor a crítica, a observação que está recebendo.

Uma expressão muito engraçada do linguajar mineiro exemplifica bem esse estado mental …  “a mente vira um peteco”… (rs)   Significa que virou uma confusão, uma bagunça.

Assuma uma postura de prontidão para receber e procure não ficar em dúvida sobre o que o outro “quis dizer”. Se você não entendeu,  pergunte, até  que fique claro o que foi colocado. Entenda  qual a expectativa de mudança que o outro gostaria de  promover em você.

Em algumas situações,  não teremos condições de uma análise imediata.  Muitas vezes as críticas nos movimentam internamente dificultando uma análise tranquila e justa. Quando isso ocorrer  recomendo seriamente,  “leve para o travesseiro”.

Nada como uma noite de sono.

Aguarde o dia seguinte, mantenha-se  em estado de “observação” interna,  para que possa ter o tempo necessário  e a tranquilidade imprescindível para refletir.  Isso impedirá você de atuar impulsivamente,   de responder no automático e mesmo de cometer erros.

 

“Dar feedback é um desafio,
pois precisamos entender as outras pessoas e a maneira como elas reagem para aprimorar nossa capacidade de dar retorno.  E ser capaz de fazer uma ‘leitura’  das outras pessoas não é uma habilidade inata,
mas algo que precisamos desenvolver.”

Richard L.Williams

 

Lembre-se do post sobre mentalidade necessária para crescer (mindset).

Até sempre,
Darlene

Um comentário sobre “pode virar “peteco” (feedback)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s