dar e receber (50-50 ou 100-100)?

“O princípio da diplomacia é dar e receber:
dar um e receber dez.”  

Mark Twain

As questões de reciprocidade estão sempre na pauta das relações humanas.  São alvos de desafetos, discórdias, reclamações e até de competições.

Existe a seguinte expressão,  comumente utilizada nas empreitadas coletivas:  50-50, cinquenta-cinquenta  ou  “fifth-fifth”  que  pressupõe a contribuição de duas partes pela metade para formação de um todo,  no caso os 100%.

Como diria um amigo meu, com quem tenho muitas e boas conversas:  “DISCORDO”…rss

Aqui abro um pequeno parênteses: podemos discordar e “dizer” que discordamos?
As pessoas demonstram muito mais facilidade em “concordar”.

Dá menos trabalho, rss. 
Leva menos tempo…
Não precisa de argumentos…
Não precisa pensar…

Normalmente como é o seu processo de contrapor uma ideia,  um pressuposto, um pensamento?  (fecho parênteses, rs)

Resultado de imagem para 50-50

Com relação ao 50%, tenho aprendido que cada um deve fazer seu máximo, ou seja os 100%. Sempre que ficamos esperando a outra parte,  desviamos a atenção ou deixamos de realizar no nosso limite de capacidade. Acaba sendo um pensamento cômodo  de “terceirização”  de parte da atividade.

Me vem aquela frase habitual: “eu já fiz  minha parte”

Fica aqui a dica,  faça o seu máximo.  A energia que permeia esse tipo de posicionamento é diferente, muito mais positiva. Se todos fizerem seu máximo certamente os resultados serão bem melhores.

Um comentário sobre “dar e receber (50-50 ou 100-100)?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s