Liderança – interesse genuíno no desenvolvimento

“o apagão e suas causas” –  é preciso interesse genuíno em desenvolver lideranças 

Após identificar potenciais líderes, tenho entendido que é muito recomendado o estabelecimento de um “coach”  ou  “mentor” ou “mestre”.  Independente da nomenclatura é preciso que esse potencial seja cuidado por um líder experiente, que não somente lhe observe  e oriente, mas também tem a responsabilidade de trabalhar um exercício frequente de “feedbacks”.

A assessoria próxima de uma liderança experiente pode acelerar muito o processo de desenvolvimento do jovem líder. Isso porque,  além da visão, aconselhamentos,  o  mentor experiente terá o papel de canalizar oportunidades de trabalho e aprendizagem que viabilizem a realização
do desenvolvimento proposto.

Outro ponto que considero fundamental, além do estabelecimento do mentor:  que a organização desses profissionais possua um programa que sustente e comporte toda essa estratégia de formação de lideranças.

Para que todos esses esforços e investimentos sejam profícuos,  há que haver um gerenciamento desse processo,  canalizando decisões e  provendo facilitadores, principalmente no provimento dessas oportunidades de desenvolvimento,  avaliações periódicas para canalização de oportunidades e desafios de novas posições da empresa.

Num outro momento, pode-se explorar um pouco mais sobre os riscos desses programas.

Atenção… Olhe para seu lado… conhece alguém que exerce naturalmente esse papel de “mentor” de jovens líderes?

Até a próxima!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s